quarta-feira, 4 de abril de 2012

A solução para a crise grega, por um garoto de 11 anos

Essa não podia deixar de colocar no blog. Leio no site do The Telegraph que Jurre Hermans, um garoto holandês de apenas 11 anos, ganhou uma menção honrosa e um prêmio de 100 euros depois de propor uma medida para liquidar, (ops!), acabar com a dívida da Grécia.

A inocência infantil é verossímil. Hermans propõe que cada cidadão grego troque seus euros por dracmas, a moeda grega usada antes do euro. O governo grego, por sua vez, redistribuiria aos credores, para que assim eles pudessem obter um "pedaço da pizza". Tudo foi devidamente desenhado pelo garoto, num esboço que mostra a pizza, os bancos e um homem palito triste, representando um cidadão grego. Abaixo você vê a carta que o menino enviou ao juri do prêmio e o infografico que ele fez à mão.



"Os bancos dão todo esse euro para o governo grego. Todos esses euros juntos formam um bolo, ou uma pizza. Depois o governo pode começar a pagar todos os seus débitos. Todos aqueles que tem um débito obtém um pedaço da pizza. Você vê que todos esses euros da pizza vão para as empresas e os bancos que emprestaram dinheiro para o governo".

E não é só isso. O prodígio também pensou na punição que deve ser aplicada a todos aqueles que não aceitarem trocar euros por dracmas. "O povo grego não vai querer trocar seus euros por dracmas, pois eles sabem que o dracma perderá valor drasticamente".

Assim, se a pessoa escondesse o euro em casa, ou levasse o dinheiro para bancos de outros países - e isso fosse descoberto -, ela seria penalizada com multa, sendo obrigada a pagar o dobro.

Hermans se inscreveu no Wolfson Economics Prize, um grande prêmio que reuniu 450 candidatos para concorrer a uma premiação de 250 mil euros. O garoto chamou a atenção dos juízes, pois foi o candidato com a menor idade do evento. Além da menção honrosa, Hermans vai ganhar um vale presente no valor de 100 euros.

Resta saber uma coisa. Se o pequeno Hermans está disposto a se solidarizar com o povo grego, mesmo sendo holandês, e trocar seus 100 euros por dracmas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário